Sondagem da Indústria da Construção - DF

barra sondagem construcao 100 

indice confianca 100 sondagem industrial 100 notas economicas 100 sondagem ingustria 100 notas ecomicas 100

Demanda insuficiente e taxa de juros elevadas preocupam o setor

No segundo trimestre do ano, os empresários da Indústria da Construção do DF demonstraram grande preocupação com a demanda insuficiente e com as taxas de juros elevadas. Essa combinação parece ter se refletido no aumento da insatisfação com a situação financeira das empresas do setor e reforçado as suas dificuldades de acesso ao crédito.

O nível de atividade do setor se mostrou estável em junho após dois meses acima da linha divisória dos 50 pontos – que indica aumento. Em junho, o indicador do nível de atividade alcançou 50,3 pontos – recuo de 1,7 ponto na comparação com maio – praticamente o mesmo desempenho alcançado em junho do ano passado (50,4 pontos). Já a utilização da capacidade operacional (UCO) das empresas da Construção registrou aumento de 10 p.p. em junho ao alcançar 52%.

O emprego, entretanto, reverteu a estabilidade que vinha apresentando há dois meses ao registrar índice abaixo da linha dos 50 pontos na passagem de maio para junho. Em relação aos próximos seis meses, as expectativas permanecem otimistas.

 

Pesquisa