Notícias

Fibra está de luto por Luiz Carlos Botelho, presidente do Sinduscon-DF

[Atualização às 12h42, para inclusão das informações sobre o velório]

Brasília perdeu na manhã desta quinta-feira (5) o engenheiro, empresário e presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Distrito Federal (Sinduscon-DF) Luiz Carlos Botelho Ferreira. Ele tinha 73 anos e morreu em decorrência de complicações cardíacas. Estava internado no Hospital do Coração desde terça-feira e passou por duas cirurgias. O velório acontecerá hoje, a partir das 15h, na capela 7 do Cemitério Campo da Esperança (Asa Sul). O sepultamento será às 18h. O governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, decretou luto oficial de três dias. 

Mineiro de Campo Florido, Botelho chegou a Brasília em 1956 e teve importante papel de liderança em defesa da cidade e, em especial, do setor produtivo. Em 11 de setembro de 2017, foi agraciado pela Câmara Legislativa com o título de cidadão honorário do DF em reconhecimento à importante contribuição para o desenvolvimento da capital.

Era sócio-diretor da LDN Empreendimentos de Engenharia e Construtora e estava à frente do Sinduscon-DF desde dezembro de 2014. Botelho era casado com Suely de La Rocque Ferreira e deixou quatro filhos: Alessandra, Andréa, Ana Cláudia e Pedro Henrique.

O Sinduscon-DF é um dos dez sindicatos da base da Federação das Indústrias do DF (Fibra). Por determinação do presidente da Federação, Jamal Jorge Bittar, a instituição está de luto por três dias. O expediente nesta quinta-feira (5) será até as 16h.

“Eu perdi um amigo e Brasília perdeu um grande defensor da construção civil e do desenvolvimento. Ele chegou à capital antes mesmo da inauguração. Não só viu a cidade crescer como ajudou a construí-la. Botelho fará muita falta por sua força e atuação assertiva na liderança empresarial. Que Deus conforte a Suely e toda a família”, diz o presidente da Fibra.

Trajetória
Botelho foi presidente do Fórum Empresarial do DF, que congregava cinco federações e 83 entidades de classe, chefiou o Serviço de Cadastro da Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap) e desempenhou o papel de conselheiro de Administração do Metrô-DF. Foi diretor Imobiliário da Associação Brasiliense de Construtores (Asbraco). Atuou, ainda, como presidente do Pensamento Nacional de Bases Empresarial e conselheiro do Trabalho na Confederação Nacional da Indústria (CNI), durante oito anos.

O trabalho no Sinduscon-DF teve início em 1997, como 1º vice-presidente, no mandato de Adalberto Valadão (de 1997 a 1999). Na gestão de Márcio Machado (de 1999 a 2003), Botelho foi diretor no primeiro mandato e vice-presidente na segunda. De 2005 a 2007, com Juvenal Amaral na presidência, também foi vice-presidente. Ainda em 2007, sob o comando de Elson Póvoa, atuou como vice-presidente administrativo-financeiro nas duas gestões (de 2007 a 2011). Nas lideranças de Julio Peres (de 2011 a 2014), foi 1º vice-presidente e assumiu a presidência quando Peres deixou o cargo para ser secretário de Infraestrutura e Serviços Públicos, no fim de 2014.

Foi diretor da Fibra de 1995 a 2001, vice-presidente de 2010 a 2014 e vice-diretor de Relações do Trabalho de 2014 a 2018. Na composição da diretoria que assumirá em outubro de 2018, ocuparia o cargo de delegado representante suplente junto à CNI.

 

BOTAO SITE PARA OC

banner indicadores

convalidacao botao 003

escritorio projetos IEL

epilepsia fibra

banner pro site catalogo