Catadores de recicláveis serão capacitados pelo Senai-DF

cooperativas centrodetriagem senai sistemafibra

Na manhã desta terça-feira (16), foi assinado um termo de cooperação entre o Serviço de Limpeza Urbana (SLU), o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial do Distrito Federal (Senai-DF) e a Federação das Indústrias do Distrito Federal (Fibra) para a capacitação profissional de catadores que atuarão nos cincocentros de triagem de materiais recicláveis. A assinatura ocorreu em evento no centro de triagem de Ceilândia Norte. Na oportunidade, o governo de Brasília também formalizou contratos com cooperativas de catadores e entregou equipamentos para a triagem.

A capacitação, voltada a catadores que integram as cooperativas contratadas pelo SLU, será feita por meio do Programa Senai de Gratuidade Regimental, na modalidade de educação profissional. O objetivo é a inclusão socioprodutiva desses trabalhadores. Segundo o governo, o Lixão da Estrutural será desativado neste sábado (20).

“Vamos oferecer cursos de qualificação e preparar grupos de catadores de modo gratuito para que possam ascender não só socialmente, mas economicamente”, disse o presidente da Fibra, Jamal Jorge Bittar. O diretor regional do Senai-DF, Marco Secco, também compareceu ao evento.

Inicialmente, 300 catadores vão passar pela capacitação, que terá 160 horas-aulas e será nos próprios centros de triagem. A meta é que em um ano, tempo de vigência do termo de cooperação, mais de 900 trabalhadores se qualifiquem. Há 1.381 cadastrados nas 22 cooperativas que prestarão serviço ao SLU.

O corpo técnico de professores e consultores do Senai-DF será responsável pelas aulas. “Tenho certeza de que esse curso contribuirá muito para a formação profissional de cada um. Desejo que este dia de hoje seja só o ponto de partida para uma mudança tão necessária a todo o Distrito Federal”, afirmou o presidente da Fibra.

O governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, comemorou as mudanças na destinação do lixo e na vida da população que dele tira o sustento. “Este é um momento histórico, pois não só vamos fechar o Lixão da Estrutural como vamos garantir dignidade aos catadores.”

Contratos de triagem

No evento, oito cooperativas de catadores de materiais recicláveis assinaram contratos para trabalhar nos galpões de triagem alugados pelo governo, além de receberem equipamentos como balanças eletrônicas e mecânicas, empilhadeiras, esteiras e contêineres.

Os cinco galpões ficam no Setor de Indústria e Abastecimento (SIA), no Setor Complementar de Indústria e Abastecimento (SCIA), no Setor de Armazenagem e Abastecimento Norte (SAAN) e em Ceilândia. No SIA, são dois centros de triagem.

Texto: Aline Reis
Foto: Cristiano Costa/Sistema Fibra
Assessoria de Comunicação do Sistema Fibra