DF será representado em 20 ocupações das seletivas WorldSkills

 MG 3088 seletivas wordskills

Em junho, julho e agosto, 34 cidades brasileiras vão receber as provas das seletivas para a WorldSkills – a maior competição de educação profissional do mundo, realizada a cada dois anos. A 45ª edição será em Kazan, na Rússia, de 22 a 27 de agosto de 2019. As seletivas vão definir os componentes da delegação brasileira. O Distrito Federal poderá ter representantes em 20 das 49 ocupações do torneio mundial, desde que vençam os competidores dos estados.

Nesta edição das seletivas, o Distrito Federal vai buscar manter a excelência em várias modalidades – Refrigeração e Cerâmica, por exemplo–, além de estrear na ocupação de Pintura Decorativa. As provas serão de 4 de junho a 31 de agosto.

O Distrito Federal terá 21 representantes em 20 ocupações, pois uma delas – Jardinagem e Paisagismo – é disputada em dupla. Os brasilienses competirão também nas seletivas de Aplicação de Revestimento Cerâmico, Construção em Alvenaria, Design Gráfico, Drywall, Eletricidade Industrial, Eletricidade Predial, Eletrônica, Funilaria, Instalação e Manutenção de Redes, Instalações Hidráulicas e a Gás, Mecânica de Refrigeração, Movelaria, Panificação, Pintura Automotiva, Pintura Decorativa, Tecnologia Automotiva, Tecnologia da Informação, Tecnologia da Moda e Web Design.

As seletivas

Nas provas, os competidores, de até 21 anos, precisam alcançar índices de excelência ao executar tarefas semelhantes às que realizam no dia a dia na indústria ou no setor de serviços. Os brasileiros são alunos de cursos técnicos e de formação profissional do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac).

Os participantes precisam realizar provas de acordo com padrões internacionais de qualidade. Cada seletiva dura, em média, 20 horas, divididas em quatro dias de provas. Por exemplo, na ocupação de Tecnologia Automotiva, o profissional precisa fazer todo o diagnóstico do motor, que inclui a desmontagem da peça e a medição de todos os componentes móveis, além da solução dos problemas. Tudo isso no menor tempo possível.

São avaliadas habilidades técnicas e pessoais. Os mais bem colocados em cada uma das ocupações recebem medalhas de ouro, de prata e de bronze.

Resultados do DF

O Distrito Federal já tem uma história de sucesso na WorldSkills. O resultado das seletivas de 2016 é o melhor já obtido pela delegação brasiliense na competição, deixando o DF entre os cinco primeiros colocados no ranking nacional. Os brasilienses ganharam oito medalhas, sendo quatro de ouro, uma de prata e três de bronze. E na WorldSkills 2017, em Abu Dhabi, Fábio Serpa, de 20 anos, conquistou o terceiro lugar na ocupação de Movelaria.

O primeiro campeão do DF em uma WorldSkills foi o estudante André Luiz Freitas, que, em 1999, foi medalhista de ouro na ocupação Eletricidade Predial, na competição realizada no Canadá.

Na edição de 2007, a dupla Yarlei Fernandes e Luís Alberto Monti disputou Jardinagem e Paisagismo na WorldSkills realizada na província japonesa de Shizuoka. Foi a primeira vez que o Brasil foi representado na modalidade. Em anos subsequentes, o DF manteve-se entre os melhores do país e tornou-se referência em Jardinagem e Paisagismo.

Da mesma forma ocorreu na ocupação de Mecânica de Refrigeração e Ar Condicionado, em que o Distrito Federal é destaque. Sob o comando do instrutor Joaquim Venâncio, em 2011, o então aluno Willian Grassioti foi campeão mundial na modalidade, conquistando o ouro em Londres, capital da Inglaterra. Depois desse feito, tornou-se treinador da competição e, ao lado de Venâncio, treinou o irmão, Wilker Grassioti. Este também conquistou a tão sonhada vaga para compor a delegação brasileira na WorldSkills. Assim, em 2015, no torneio internacional realizado em São Paulo, ele conquistou certificado de excelência, condecoração só dada aos competidores que chegam muito próximo à pontuação dos medalhistas. Em 2017, na edição de Abu Dhabi, Wisley Pereira, de 19 anos, também recebeu certificado de excelência na ocupação.

O Senai-DF também é conhecido como um dos melhores do Brasil na área de Aplicação de Revestimento Cerâmico. Os brasilienses receberam certificados de excelência em três das quatro últimas edições da WorldSkills. Jecivaldo Oliveira foi condecorado em 2011, seguido pelo irmão Geovani Oliveira, que recebeu o certificado em 2013, em Leipzig, na Alemanha. Em 2017, Gilberto Ferreira, sob a instrução do próprio Jecivaldo, novamente ganhou certificado de excelência na ocupação.

Texto: Aline Roriz e Suzana Leite
Foto: Moacir Evangelista/Sistema Fibra
Assessoria de Comunicação do Sistema Fibra

Pesquisar

BANNER OC

cursos senao gama 2018

cursos senao sobradinho 2018

cursos senao taguatinga 2018

BANNER LATERAL IST