Pintoras recém-formadas fazem demonstração a empresários

pintando oportunidades foto moacir evangelista 09082019 1Vinte e oito concluintes do curso Pintor Residencial do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial do Distrito Federal (Senai-DF) participaram na manhã desta sexta-feira, 9 de agosto, de um evento promovido pelo Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon-DF) em um canteiro de obras da Supera Engenharia no Noroeste. As pintoras tiveram a oportunidade de demonstrar a empresários do segmento as habilidades adquiridas.

Com 200 horas-aulas, a qualificação gratuita foi feita de maio a julho, por meio do projeto Pintando Oportunidades, criado para capacitar, na área de pintura, mulheres em situação de vulnerabilidade social. O projeto foi realizado pelo núcleo de Brasília do grupo Mulheres do Brasil em parceria com as empresas Mistercryl (fábrica de tintas) e Coqueiro (loja de materiais de construção) e com o Senai-DF. Com o programa Mais Senai, a instituição realiza cursos fora das unidades de ensino. As aulas foram em um espaço cedido pela Coqueiro em São Sebastião, onde também ocorreu a formatura do grupo, no fim de julho.

Foi a primeira formação de Franciele Pereira, de 23 anos, após a conclusão do Ensino Médio. “Eu já tinha curiosidade nessa área, mas não pensava em ser profissional. Aprendi a trabalhar em equipe e a usar ferramentas que acredito que as mulheres precisam dominar”, disse, enquanto fazia a limpeza da espátula, após preparar uma parede para a pintura.

Emanuele Barbosa, de 18 anos, participou da finalização do trabalho de preparo da parede com massa corrida. “Foi um desafio e gostei muito dessa nova experiência. Tive receio no começo, achava que não era para mim”, contou a profissional, cujo pai também é pintor.

Em outra parte da mesma parede estava Joelma de Souza Costa, de 43 anos, que milimetricamente riscava os desenhos que depois seriam cobertos por tinta na técnica de pintura 3-D. “Vi no curso uma oportunidade de voltar ao mercado e de aumentar meu currículo. No canteiro de obras, eu me sinto em casa.” Desempregada há oito meses, Joelma trabalhava em uma empresa de construção civil como montadora de formas metálicas. Ela também é eletricista.

Além da qualificação do Senai, as mulheres participaram de atividades promovidas por outros parceiros do projeto, em que aprenderam sobre empreendedorismo, comportamento no mercado de trabalho e direitos das mulheres.

O projeto

A seleção das participantes foi feita pelo Mulheres do Brasil, por meio de instituições sociais de São Sebastião. Integrante do grupo, a diretora da Mistercryl, Aline Barbosa, falou sobre a importância da qualificação de mulheres em situação de vulnerabilidade. “Elas precisam se empoderar e fazer a própria história. Com qualificação, conseguem isso.” No evento, Aline fez uma apresentação sobre patologias em pinturas – problemas que aparecem durante a pintura ou na preparação da parede, como enrugamentos, bolhas, mofos e fissuras.

O diretor regional do Senai-DF, Marco Secco, destacou a necessidade do fortalecimento de políticas afirmativas de gênero. “Estamos abertos a novas iniciativas. Temos orgulho de poder contribuir para fazer a diferença no perfil de vocês”, disse às novas pintoras.

O presidente do Sinduscon-DF, Dionyzio Klavdianos, recomendou às profissionais que continuem se aperfeiçoando e afirmou que os currículos serão enviados a empresas de construção civil. “A gente tem que acabar com essas barreiras de dizer que alguns setores são masculinos. Acreditamos que, com a melhora do cenário da construção civil, elas terão condições de entrar no mercado de trabalho.”

Veja aqui a galeria de fotos.

Texto: Samira Pádua
Foto: Moacir Evangelista/Sistema Fibra
Assessoria de Comunicação do Sistema Fibra

Pesquisar

BOTAO SITE PARA OC

BANNER LATERAL IST

 Banner Unidades GAMA

Banner Unidades SOBRADINHO

Banner Unidades TAGUATINGA