Lego of Olympus pode participar de prêmio nos EUA em junho

lego olympus torneio nacional robotica curitiba sistemafibra

Até 17 de abril, a Lego of Olympus, equipe do Serviço Social da Indústria do Distrito Federal (Sesi-DF), saberá se será uma das 20 semifinalistas do Global Innovation Award. O prêmio internacional é realizado pela First Lego League (FLL), que promove tradicionais torneios de robótica pelo mundo. A equipe do Sesi Gama foi uma das quatro brasileiras classificadas, em razão do resultado na última edição do Torneio Nacional de Robótica FLL, ocorrida de 16 a 18 de março, no Paraná.

A projeto de pesquisa da Lego of Olympus recebeu o título de mais inovador da etapa nacional. Pelo mundo, somando 78 países, apenas 200 equipes de robótica se classificaram para o prêmio Global Innovation. As 20 mais bem avaliadas vão participar da disputa, que será de 19 a 21 de junho, na cidade de San Jose, na Califórnia (EUA). Elas participarão de julgamentos finais, workshops e atividades de inovação e da cerimônia de premiação. A melhor solução inovadora mundial vai receber 20 mil dólares. O segundo e o terceiro lugares receberão 5 mil dólares cada um.

O Global Innovation Award premia equipes pela capacidade de resolução de problemas, pela criatividade e pela inovação. Esta é a oitava edição do prêmio, que incentiva e auxilia jovens a desenvolver soluções originais para problemas do mundo real. Além da brasiliense Lego of Olympus, representam o Brasil no prêmio de inovação as equipes Fênix (SP), Lego da Justiça do Planalto (GO) e Tecnoway (RS).

Irrigação responsável

O projeto da Lego of Olympus desenvolvido para a temporada 2017/2018 do Torneio de Robótica da FLL, cujo tema é a água, consiste em um sistema de irrigação automática. O aparelho mede a umidade do solo para evitar que o agricultor faça irrigações desnecessárias. Com a ajuda de um hardware livre, um sensor envia informações sobre a necessidade de irrigar o solo. Segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), 72% da água disponível para consumo no Brasil é destinada à agricultura. A área irrigável é de aproximadamente 29,6 milhões de hectares, superior à do Rio Grande do Sul.

Essa foi a segunda participação da Lego of Olympus em um torneio nacional da FLL. A equipe é formada por Cauã Ramos, de 13 anos; Gabriel Vieira, de 14; Isadora Marinho, de 15; Luan Melo, de 15; Thalles de Brito, de 16; e Vitor Ferreira, de 13; além do mentor Luiz Gustavo de Souza, de 18 anos.

Na classificação geral da etapa nacional do Torneio Nacional de Robótica FLL, o grupo ficou na 17ª posição (83 competiram). O técnico Kléber Carvalho,professor de física, ressaltou o trabalho em equipe e a união dos competidores nos sete meses até a apresentação do projeto no torneio nacional – a etapa regional foi em novembro. “O sistema completo é inovador e adequado à nossa realidade. Os resultados foram significativos e marcaram a vida de todos nós.”

Após a comemoração da indicação, o time continuou a trabalhar em sua solução inovadora. Assim, conseguiu aprimorar o projeto e implementá-lo em um viveiro público no Lago Norte, que tem cerca de 300 metros quadrados. O sistema já tinha sido instalado em três fazendas e na unidade do Sesi no Gama, antes do torneio nacional.

A grande novidade da equipe para participar do Global Innovation é a obtenção do registro de patente desse sistema de irrigação no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Distrito Federal (Crea-DF). O processo está em trâmite e deve ser finalizado ainda neste mês.

Além disso, os competidores estão providenciando a instalação de uma placa GPRS com chip que funcione via wi-fi, de forma que o agricultor possa controlar a distância a ativação da irrigação, além de realizar um mapeamento da cobertura do sistema.

Texto: Aline Roriz e Marcus Fogaça
Foto: José Paulo Lacerda
Assessoria de Comunicação do Sistema Fibra

BANNER OC

acordo de cooperacao beneficiarios 01