Cozinha Brasil conclui a primeira turma do projeto Ecovila Naval

Dez moradores da Vila Naval Almirante Visconde de Inhaúma e da região receberam, nessa sexta-feira (6), certificados de participação no Cozinha Brasil. O Serviço Social da Indústria do Distrito Federal (Sesi-DF) deu ao grupo orientações nutricionais e ensinou os participantes a aproveitar integralmente os alimentos. Foram cinco dias de aulas.

eco vila cozinha brasil sesi sistemafibraA atividade faz parte do projeto Ecovila Naval, desenvolvido pelo Comando do 7º Distrito Naval da Marinha do Brasilcom o apoio de parceiros como o Sistema Fibra. A dona de casa Marleia Bitencourt (foto), de 51 anos, aprovou o curso. Ela planta hortaliças no quintal, uma vez que a vila, entre o Gama e Santa Maria, fica afastada do comércio. “Percebi que usava pouco dos alimentos que planto. No Cozinha Brasil, descobri que posso aproveitar praticamente tudo, como cascas e sementes. Já até consegui reduzir a quantidade de lixo nesta semana”, comemora.

O projetoEcovila Naval tem a missão de promover na comunidade o desenvolvimento sustentável, como explica a diretora da seccional Brasília da Associação Cisne Branco, Ana Beatriz Goldstein. “Reduzir a quantidade de lixo é apenas uma das nossas metas. Queremos empoderar estes moradores e prepará-los para o setor produtivo.” O grupo voluntário é formado por esposas de militares e por outras mulheres da sociedade civil.

ecovila cozinha brasil sesi sistemafibraAs receitas do Cozinha Brasil beneficiam também o bolso. O morador da vila Clayson Maylan (foto), de 33 anos, já começou a fazer as receitas que aprendeu no decorrer da semana e entendeu que, com pouco, é possível fazer muito. “Estou impressionado! São receitas simples e que só fazem bem a nossa saúde. Fiz um bolo de mandioca com queijo e recebi muitos elogios em casa – não gastei mais que R$ 15”, conta.

Nas próximas semanas, a Vila Naval Almirante Visconde de Inhaúma receberá uma cozinha experimental, onde ocorrerão mais aulas do Cozinha Brasil. “Diferente do que ocorreu na primeira turma, quando os alunos receberam uma aula expositiva, nas próximas eles vão cozinhar”, explica a nutricionista do Sesi Débora Tavares, responsável por ministrar o curso na vila. A cozinha será equipada com ajuda das voluntárias da Associação Cisne Branco.

Ecovila Naval

O projeto propõe a transformação da realidade da Vila Naval Almirante Visconde de Inhaúma, área militar com 216 casas, e das comunidades próximas, beneficiando cerca de 800 pessoas. A ideia é incentivar a alimentação saudável, a prática de esportes, a promoção da saúde e o desenvolvimento socioeconômico a partir da educação e da qualificação profissional. O Serviço Nacional de Aprendizagem industrial do DF (Senai-DF) também fará parte do projeto, ofertando cursos de qualificação e de aperfeiçoamento – de curta duração – em um galpão dentro da vila.

Veja mais fotos da entrega de certificados

Texto: Marcus Fogaça
Fotos: Cristino Costa / Sistema Fibra
Assessoria de Comunicação do Sistema Fibra