Equipe do DF tem duas premiações em competição no Uruguai

Equipe Legofield 30.5.2019 Foto Bene Aragao 6334 uruguay

A Legofield, equipe formada por alunos e professores da escola do Gama do Serviço Social da Indústria (Sesi), participou do Aberto Internacional Plan Ceibal, em Montevidéu, no Uruguai, e conquistou o primeiro lugar na categoria Design do Robô e o segundo no Desafio do Robô. A competição foi de 30 de maio a 1º de junho.

O torneio em Montevidéu reuniu 66 times de mais de 20 países, como África do Sul, Argentina, Colômbia, Espanha, Estados Unidos, Israel e México. A delegação brasileira foi composta por oito equipes: uma de Alagoas, uma do Distrito Federal, três de São Paulo e três do Rio Grande do Sul.

Assim como nas etapas regional e nacional, nos torneios internacionais os times seguem com o desafio Into Orbit (Em Órbita). Na temporada 2018/2019, os estudantes tiveram de pesquisar sobre as questões relacionadas a viver e a viajar no espaço e identificaram e propuseram uma solução inovadora para um problema físico ou social enfrentado durante as viagens de exploração espacial.

A psicologia da música foi a base do projeto da Legofield para esta temporada. A ideia da equipe é que, por meio de um relógio de pulso usado pelo astronauta e de um aplicativo de celular, seja possível identificar grandes alterações na frequência cardíaca e tocar automaticamente a música indicada para cada situação.

Além do projeto, cada equipe teve de desenvolver um robô com peças de Lego, que é avaliado pelo design e pela programação durante o torneio. Os robôs vêm sendo aperfeiçoados desde as etapas regional e nacional. Na arena, precisam cumprir missões como se locomover em áreas com crateras, ajudar um astronauta a voltar em segurança para a base espacial e até mover satélites para a órbita.

E foi nos dois quesitos de robô que a equipe brasiliense teve destaque. “No Desafio da Mesa, a Legofield conseguiu a maior pontuação que uma equipe do DF teve nesta temporada – 320 pontos. Entre o nacional e o internacional, eles conseguiram melhorar a garra e outros detalhes do robô que, além de se refletirem na mesa, se refletiram na própria categoria do design”, explicou Benedito Aragão, coordenador da Robótica do Sesi-DF. Na mesa, o Distrito Federal perdeu apenas para uma equipe do Rio Grande do Sul, depois de deixar para trás representantes de São Paulo, que são referência na categoria.

A Legofield foi convidada a participar do torneio internacional depois de conquistar uma das dez suplências no Festival Sesi de Robótica, em março, no Rio de Janeiro. Para a próxima temporada, a equipe será renovada, uma vez que só podem participar estudantes de 9 a 16 anos. Apenas um integrante ainda terá idade para competir no ano que vem.

DF em competições internacionais

Além da participação da Legofield no torneio do Uruguai, duas equipes do DF garantiram vagas para competições internacionais. A Albatroid, do Sesi Taguatinga, se classificou para o Aberto da Ásia, em Sydney, na Austrália, que será de 4 a 7 de julho. E a Lego of Olympus, do Sesi Gama, garantiu a vaga para o Torneio de West Virginia, nos Estados Unidos, de 12 a 14 de julho.

Veja aqui a galeria de imagens. 

Texto: Aline Roriz
Foto: Benedito Aragão/Sistema Fibra
Assessoria de Comunicação do Sistema Fibra

Pesquisar

vira vida botao site

SESI Botao Sesi lazer e esporte 240x200px