Sesi Taguatinga sedia 7 jogos da 1ª fase da Superliga Feminina de Vôlei

volei sesi brasilia brb

Até o fim da primeira fase da temporada 2017/2018 da Superliga Feminina de Vôlei, em fevereiro, o brasiliense ainda terá a oportunidade de assistir a sete jogos da arquibancada. Quando o BRB/Brasília Vôlei, representante do Distrito Federal, joga em casa, a partida ocorre no ginásio do Sesi Taguatinga, na QNF 24. O Serviço Social da Indústria do DF (Sesi-DF) é patrocinador do time.

Nesta terça-feira, 14 de novembro, o jogo será contra o Sesc-RJ, às 20h. São 12 times disputando a primeira fase do campeonato.

O ginásio tem capacidade para 1,2 mil espectadores. Os ingressos custam R$ 40, a inteira. Para pagar meia-entrada – R$ 20 –, é preciso apresentar carteirinha de estudante ou uma embalagem vazia de qualquer produto Café do Sítio, marca que também patrocina a equipe do BRB/Brasília Vôlei. Crianças de até 3 anos não pagam. Os ingressos começam a ser vendidos na véspera da partida, na bilheteria do Centro Cultural Sesi, ao lado da entrada principal do Sesi Taguatinga. Os bilhetes podem ser comprados das 8h às 18h, sendo que, no dia do jogo, também é vendido na hora da partida.

O Sesi Taguatinga também é a sede dos treinamentos da equipe Brasília Vôlei. Elas utilizam toda a infraestrutura da unidade, desde ginásio, campo de areia e academia, para aperfeiçoar o preparo das jogadoras para as partidas oficiais.

O time candango vem para esta edição da Superliga com uma equipe jovem, sob a liderança do experiente treinador Sérgio Negrão. O técnico era gerente do Brasília Vôlei, até a última temporada, e já exerceu a função de treinador da equipe de 2013 a 2015, nas duas primeiras vezes em que o time disputou a elite do vôlei nacional feminino.

O elenco também mudou.As novidades deste ano são: Juju Perdigão (líbero, ex-Fluminense); Priscila Souza (ponteira, ex-Valinhos); Malu (central, ex-Praia Clube); Aline (central, ex-Rio do Sul); Carol (central, ex-São Caetano); Fernanda (central, ex-Osasco); Isabela (ponteira, ex-Sesi-SP) e Thaynã (levantadora, ex-Brusque). Letícia Sousa (ponteira), Wesliane Alves (central), Gabrielle Vitoria (ponteira), Natália Gonçalves (ponteira) e Eduarda Santana (líbero) foram as atletas promovidas do time sub-23 de Brasília. O time ainda conta com as remanescentes Mari Helen (ponteira), Lê Bonardi (oposta), Bia Martins e Vivian Lima (levantadoras).  No total, a equipe é formada por 16 atletas (11 adultas e cinco juvenis), sendo 23,3 a média de idade.

Jogos no Sesi Taguatinga

Veja na tabela abaixo os jogos da primeira fase da temporada que o BRB/Brasília Vôlei vai jogar em casa, no ginásio do Sesi Taguatinga.

JOGOS VOLEI

Texto: Aline Reis 
Foto: Cristiano Costa/Sistema Fibra
Assessoria de Imprensa do Serviço Social da Indústria do Distrito Federal (Sesi-DF)