Notícias

Projeto Cooperação Sindical é apresentado a sindicatos filiados

Presidentes de sindicatos filiados à Federação das Indústrias do Distrito Federal (Fibra) se reuniram na manhã desta quarta-feira (21), no edifício-sede da entidade, para conhecer os detalhes do Projeto Cooperação Sindical. Coordenado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), é realizado pelas federações por meio do Programa de Desenvolvimento Associativo (PDA).

O modelo de trabalho apresentado pela CNI tem o objetivo de proporcionar ganhos comuns aos sindicatos empresariais da indústria, de modo que atuem de forma colaborativa em áreas como oferta de serviços, execução de processos similares e articulação para representação política. A ideia é que também compartilhem recursos e custos.

O vice-presidente da Fibra, Pedro Henrique Verano, fez a abertura do encontro. “O objetivo é já começar a trabalhar nessas ações conjuntas. Nós vamos fazer uma mudança física de sete sindicatos que vão ocupar um prédio da Federação. Os outros três sindicatos da base da Fibra têm sede própria e vão fazer compartilhamento das ações.”

Os sete sindicatos que vão ocupar um espaço comum são: Sindicato das Indústrias de Alimentação de Brasília (Siab), Sindicato das Indústrias do Vestuário do DF (Sindiveste-DF), Sindicato das Indústrias da Madeira e do Mobiliário do DF (Sindimam-DF), Sindicato das Indústrias da Informação do DF (Sinfor-DF), Sindicato das Indústrias de Beneficiamento, Moagem, Torrefação e Fabricação de Produtos Alimentares de Origem Vegetal do DF (Sindigrãos-DF), Sindicato das Indústrias Fabricantes e de Reparação ou Manutenção de Máquinas, Aparelhos e Equipamentos Industriais, Elétricos e Eletrônicos do DF (Sindeletro-DF) e Sindicato da Indústria de Artefatos, Cimento e Concreto do DF (Sindarcon-DF).

O Projeto Cooperação Sindical ajudará as entidades a estruturar serviços comuns a mais de um segmento para ofertar às empresas associadas um trabalho de alta qualidade e baixo custo, destacou Camilla Cavalcanti, gerente executiva de Desenvolvimento Associativo da CNI. “A ideia é construir coletivamente um plano estratégico que contemple a questão de estrutura e ações conjuntas. As ações conjuntas são desde a contratação de um executivo para todos os sindicatos até uma central de fornecedores de produtos para as empresas associadas”, explicou aos presidentes de sindicatos.

21 8 2019 Projeto Cooperacao Sindical Foto Victor HugoPessoa 2

Durante o encontro, Rodrigo Altair de Souza, consultor da CNI na área de cooperação sindical, deu orientações aos líderes dos sindicatos, falou sobre as etapas que a Fibra precisa cumprir e sobre a execução. As próximas etapas são elaborar um plano estratégico com definição dos objetivos da cooperação e de metas em comum, com uma lista de iniciativas prioritárias e detalhamento das iniciativas-piloto a ser implementadas.

Para a presidente do Sindiveste-DF, Walquiria Aires, o projeto vem em boa hora. “Estamos nos mudando para um espaço comum e acho que temos uma oportunidade de definir uma linha de ação para que nos tornemos cada vez mais representativos nos nossos segmentos industriais. É um excelente momento para, neste segundo semestre, fazermos essas mudanças e começarmos o ano de 2020 muito focados na indústria de Brasília”, acredita.

Veja aqui a galeria de imagens.

Texto: Aline Roriz
Foto: Victor Hugo Pessoa/Sistema Fibra
Assessoria de Comunicação do Sistema Fibra

Pesquisa

banner indicadores

epilepsia fibra

banner pro site catalogo